Seguidores

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

‘A Base De Um Cérebro Saudável É A Bondade’ – Richard Davidson

Richard Davidson, PhD em neuropsicologia e pesquisador na área de neurociência afetiva: Nasci em Nova Iorque e moro em Madison, Wisconsin (EUA), onde sou professor de psicologia e psiquiatria na universidade. A política deve basear-se naquilo que nos une. Só assim poderemos reduzir o sofrimento no mundo. Acredito na gentileza, na ternura e na bondade, mas temos que nos treinar nisso.
foto de Richard Davidson
Richard Davidson, PhD em neuropsicologia e pesquisador na área de neurociência afetiva
Eu estava investigando os mecanismos cerebrais ligados à depressão e à ansiedade. Quando eu estava no meu segundo ano na Universidade de Harvard, a meditação cruzou o meu caminho e fui para a Índia investigar como treinar a minha mente. 

Obviamente, meus professores disseram que eu estava ficando louco, mas aquela viagem marcou meu futuro.

 Descobri que uma mente calma pode produzir bem-estar em qualquer tipo de situação. 

E quando me dediquei a investigar, por meio da neurociência, quais são as bases para as emoções, fiquei surpreso de ver como as estruturas do cérebro podem mudar em tão somente duas horas. 

Hoje podemos medir com precisão. 

Levamos meditadores ao laboratório; e antes e depois da meditação, tiramos uma amostra de sangue deles para analisar a expressão dos genes.

 E a expressão dos genes muda? 

sábado, 20 de outubro de 2018

Meditação da Gratidão


Resultado de imagem para a vida e um reflexo do que somos





Um pequeno garoto e seu pai caminhavam pelas montanhas.
De repente o garoto cai, se machuca e grita :
– Aai !!!
Para sua surpresa escuta a voz se repetir, em algum lugar da montanha :
– Aai !!!
Curioso, pergunta: – Quem é você?
Recebe como resposta: – Quem é você?
Contrariado, grita: – Seu covarde!!!
Escuta

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A quem pertence isso 2 ?




Cheguei no meu serviço, e estava me sentido leve e cheio de energia. 
Num dado momento, senti que a energia ficou densa dentro de mim.
O ambiente em torno, estava bem agitado o que é comum nessa época em função das atividades, me envolvi com o serviço.

Na hora do almoço,  continuei sentindo a energia  diferente e no intervalo, fiz uma meditação, e a energia se acalmou um pouco.

Voltei ao ambiente de trabalho após o almoço, senti que a energia se agitou novamente.
Num dado momento, parecia que estava com pressão alta e senti as orelhas quentes.


O que esta acontecendo com minha energia?



Me retirei um pouco e perguntei para mim mesmo?

O que estou sentido é meu?
 Essa é uma ferramenta de barras de acess, que ensina que captamos energia, informações, emoções de outras pessoas e que altera nosso campo energético, e que não é nosso.


Fiz leitura corporal e ficou pesado, o que significa que não era meu.

Aqui entra uma outra ferramenta super interessante, que ensina que  tudo que é verdade é leve para nós e tudo que for uma mentira, é pesado.


Fiz uma outra pergunta:

Isto que estou sentido é de outra pessoa?

Ficou leve! 

E pronto veio a conscientização que aquela alteração energética, que estava carregando desde a manhã, era a ansiedade, preocupação, estresse de uma outra pessoa.



E agora o que fazer?

Eu devolvo essa energia ao remetente com partícula de consciência!

Eu devolvo essa energia ao remetente com partícula de consciência!
Eu devolvo essa energia ao remetente com partícula de consciência!

Corpo se desconecte disso e expandi a minha energia ( uma aplicação prática de outra ferramenta que havia aprendido recentemente com meu amigo Léo).

Incrível! 

Foi como estourar uma bexiga. Aquela energia desapareceu e como um passe de mágica, voltei a ficar leve.

Parece até mágica. 
Mas, barras de access é uma ferramenta que vem trazer mais leveza, escolha e consciência para nossa vida.

Como posso  melhorar isso?

Veja mais:










quinta-feira, 4 de outubro de 2018

O Mindfulness nas Emoções

Normalmente um desconforto emocional qualquer, começa pequeno,  e vai aumentando aos poucos até que toma conta totalmente da pessoa. 
A gravura aqui representa a tristeza, que vai evoluindo até a pessoa entrar  em um estado de depressão.


Mas pode representar também qualquer incômodo emocional como: uma raiva, um ressentimento, uma ansiedade,  um medo, uma ansiedade, que começa pequeno, como uma reação inicial a uma situação que vivenciamos, mas, por não sabermos como lidar com isso, entramos na chamada espiral do sofrimento, e aquela situação cresce internamente, roubando toda a nossa lucidez, de forma a se transformar em uma reação, em que a pessoa perde o controle como um ataque de pânico, uma tristeza profunda, uma crise de ansiedade, ira, insegurança etc.


Muitas vezes, uma pequena critica, trás um desconforto emocional e esse desconforto por não ser trabalhado, vai aumentando aos poucos, podendo resultar numa baixa autoestima e insegurança, que atrapalha a qualidade de vida e  o desempenho de uma pessoa.

Um dos motivos pelo qual isso acontece, é porque nossa mente tem um viés para negatividade e para entender melhor isso, veja esse artigo: O viés mental para a negatividade e outro motivo, é que não aprendemos a trabalhar e gerenciar as nossas emoções.

Por  falta de autoconhecimento, é mais fácil terceirizar tudo e inclusive nossa saúde, de forma que é muita mais fácil, tomar um omeprazol para uma dor de estômago do que procurar compreender, a contrariedade indigesta que deu origem e como gerenciar isso.

A vida moderna exige que tenhamos tempo para tudo, menos para cuidar de nós mesmos.

Mindfulness é uma forma eficiente para trabalhar nossas emoções, porque alia dois mecanismo importante, a respiração consciente que desativa o sistema nervoso simpático, conectado ao mecanismo de luta e fuga (estresse) e ativa o sistema nervoso parasimpático, nos levando a desconectar daquele estado emocional desconfortável e outro mecanismo mais importante ainda, que é a atenção consciente, que é um outro estado de consciência, que nos tira do piloto automático das emoções.


O mindfulness nas emoções, em essência é muito simples.


Sente-se e adota-se uma postura confortável.
Preste atenção em  sua postura, faça uma rápido escaneamento  corporal.
Faça algumas respirações diafragmática.
Se conecte com um desconforto emocional, trazendo a memória uma cena que representa o fato ocorrido.
Fique consciente da emoção que chega por um momento.
Veja onde repercute no corpo a emoção que chega, ou qual é a sensação que trás no  corpo.
Sem julgar, apenas fique consciente, observe em que região do corpo você sente e vai inalando e exalando o ar com atenção e curiosidade.
Inala se conectando com o desconforto emocional e exala soltando...
Em pouco tempo o desconforto emocional vai diminuindo e desaparece, surgindo uma nova compreensão da situação.

O importante é não se prender no desconforto emocional e não se deixar se levar por ele e nem entrar em julgamentos, apenas fique consciente, se quiser pode rotular aquela emoção .. essa é minha insegurança, raiva, medo etc., observando com curiosidade, ao mesmo momento que inala e exala com atenção.

Comece com pequenos desconforto  emocional , até ir adquirindo habilidade para trabalhar com questões maiores.

Quando vamos trabalhando com nossas emoções, evitamos que pequenos desconfortos se transforme em bola de neve emocional, trazendo consequências a saúde do nosso corpo e evitando que o mecanismo do estresse se prolongue.

Abaixo um meditação guiada para trabalhar com os pensamentos e emoções:



domingo, 30 de setembro de 2018

O que é Mindfulness? Por Daniel Goleman


 A Atenção é como um músculo mental, é como ir em uma academia, se você vai na academia e levanta pesos, fortalece os músculos que você esta trabalhando, e a atenção pode ser fortalecida da mesma maneira. 

 Numa prática de meditação, toda vez que percebemos que a mente divaga e a trazemos de volta, isso fortalece a conectividade dos circuitos da atenção. 

 Este é um estudo da Universidade de EMORY.


domingo, 16 de setembro de 2018

O viés mental para a negatividade

Resultado de imagem para o cerebro negativo




Um casal jantava em um restaurante a beira de uma estrada, ao mesmo tempo que contemplavam uma bela árvore de natal, com 365 luzes, representando os dias do ano que estava acabando.

Em um dado momento, o silêncio foi interrompido com uma exclamação da mulher:

- Que bela árvore!

O rapaz retrucou...

- Sim... mas você reparou que tem 5 luzes queimadas?

- Mas, se tem tantas luzes acesas, porque você esta focando nas queimadas?



Essa breve história, retrata algo muito comum no nosso cotidiano, onde chegamos no final do dia, da semana, de um ano, de um projeto, de uma viagem, de um relacionamento, etc., damos mais importância ou fica mais marcado em nós, aquilo que não deu certo, seja um pequeno incidente, uma crítica, um atraso etc.

Por que que isto acontece?


sábado, 25 de agosto de 2018

Como lidar com os pensamentos na meditação e no dia a dia


Para a pessoa que não tem o hábito de meditar, acredita que ela e os pensamentos são a mesma coisa. E quando o pensamento vem, é como se fosse a última verdade do universo, até que todas as possibilidades apontado por aquele pensamento se esgote e dê o lugar para outro pensamento e assim de forma sucessiva.

Essa identificação com os sucessivos pensamentos, que normalmente não tem fim, nos coloca na chamada espiral do sofrimento, que foi abordado nesse artigo que pode ser visto AQUI.

Incrível ou absurdo que possa parecer, nós temos a capacidade, de provocar estresse em nós mesmos, porque sofremos antes, durante e depois de um evento real ou não.


Dizem que passado o terremoto de Lisboa (1755), o rei Dom José perguntou ao General Pedro D. Almeida, Marquês de Alorna, o que se havia de fazer.


 Ele respondeu ao rei:



Resultado de imagem para "Sepultar os mortos; cuidar dos vivos; fechar os portos"

Essa resposta simples, direta e objetiva nos dá uma linda reflexão.

domingo, 19 de agosto de 2018

MEDITAÇÃO EM PRESÍDIO BRASILEIRO

Presídio brasileiro usa a meditação como ferramenta de ressocialização (*)




  “Quando falamos em meditação para os presos, estamos falando sobre a sua saúde mental”. O presídio brasileiro que oferece aulas de meditação para os presos.

 Eles estão encarcerados e pouco acompanham as notícias do que acontece no mundo após os muros da prisão.

Mas durante 10 dias, um grupo de 21 presos do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP), em Ribeirão das Neves (MG), experimentou uma espécie diferente de liberdade.

Veja o Vídeo:
 
O uniforme da penitenciária deu lugar aos trajes brancos e leves. Uma área da prisão foi isolada e preenchida com símbolos orientais. Até mesmo a alimentação sofreu transformações e evitou-se o consumo de carnes.


domingo, 12 de agosto de 2018

A Espiral do Sofrimento

Imagine a seguinte direção ... Você levantou para ir ao trabalho e ao pegar o carro, o pneu esta furado.

Primeira reação: Tenho que trocar o pneu e vou me atrasar.
 Junto com esse pensamento,  poder vir  uma angustia(emoção) que reflete no corpo em forma de uma sensação de calor.

 Isso é o que a psicóloga Dra Daniela Sopezki chama de experiência direta, que é a forma como que reagimos inicialmente a situação e vamos representar por esta esfera.

A partir dessa reação inicial a mente começa a reagir frente a situação, e vem uma irritação e essa irritação, reflete no corpo com aceleração dos batimentos e a situação começa a ficar mais pesada.

 Mas, porém, a mente, vai aumentando a escala de pensamentos e emoções desagradáveis que vão afetando o corpo.
- Vou me atrasar!
- Não posso me atrasar!
- Tenho uma reunião importante!
- O que vou fazer?
A irritação vai aumentando, e vem junto angustia, nervosismo, impaciência, raiva, enfim... uma escala de emoções negativas e pensamentos catastróficos,  com suas respectivas sensações no corpo, que pode refletir ao longo do dia como uma dor de cabeça, queimação no estômago, alteração da pressão, vômito, dificuldade para dormir etc.

domingo, 29 de julho de 2018

A quem pertence isso 1?



Barras de access consciousness é uma ferramenta que tem como principal objetivo, a expansão da consciência, e a nos ajudar a ver a vida e todas as suas circunstâncias, sobre um ponto de vista interessante,  convidando-nos constantemente a assumir o controle de nossa existência ao invés de simplesmente sermos vítimas dela.

São múltiplas as ferramentas disponível, além da sessão de barras em si que são os toques nos 32 pontos (veja : O que acontece numa sessão de Barras de Access Conciousness?) e uma delas é aprender a identificar, se aquilo que esta acontecendo conosco em dado momento, seja um mal estar, um sentimento, um desejo, uma  tristeza, medo, insegurança etc., se isso é nosso ou de uma outra pessoa, por exemplo.

Dain Heer, Co-fundador de Access Consciousness, afirma que que até 90% do que acontece no nosso corpo, além dos pensamentos, emoções e sentimentos, na verdade não nos pertence.” E como saber?

 Uma maneira é toda vez você tiver um pensamento, emoção ou sentimento, faça a pergunta: ‘A quem pertence isso?’

 A barras de acess ensina como sentir no corpo, se aquilo pertence a nós ou não, e se pertence e se não pertence, temos como trabalhar com aquilo que estamos sentindo, sem nos deixar ser levado por aquelo sentimento ou mal estar.


 “Pegamos a energia física de outras pessoas e sempre achamos que são nossas!”, explica Dan. 



 Para mostrar como isso é verdadeiro, ele contou ainda o caso de uma mulher que usou o recurso de fazer a pergunta “A quem pertence isso?” sempre que sentia fome no trabalho.


Em um mês, ela eliminou 11 quilos porque estava comendo Donuts sem parar também pelos colegas do emprego! 

Vamos a uma experiência pessoal que tive hoje (28/07/18) com essa ferramenta.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

"Jogue fora o lixo que impede você de ver o que é realmente importante."


 Trecho do filme, o Poder Além da Vida, que retrata alguns dos aspectos dos conhecimentos budistas, que é a meditação. 

 Normalmente vivemos no piloto automático e não percebemos a vida, como ela realmente é ou se expressa, apenas conseguimos vê-la de acordo com nossos condicionamentos, ansiedades e preocupações. 

 A meditação é um caminho para esvaziar a mente e ver a vida com suas infinitas possibilidades.

domingo, 15 de julho de 2018

Técnico preso em caverna na Tailândia é adepto da meditação; entenda como técnica pode ajudar a manter a calma


Artigo publicado originalmente em :G1 Bem Estar

Ekkapol Ake Chantawong, de 25 anos, viveu 17 dias difíceis em uma caverna na Tailândia, onde ficou preso com 12 meninos do seu time de futebol. Seu apelido é Ake e ele é ex-monge budista. Em entrevista à CNN, Thamma Kantawong, tia de Ake, declarou que ele ficou órfão muito cedo. “Sua mãe morreu quando ele ainda era muito, muito jovem e seu pai faleceu quando ele tinha apenas 10 anos”, disse ela. Seu único irmão também morreu muito jovem.

 Como muitas crianças órfãs na Tailândia, Ake deixou sua casa de infância em Mae Sai para se tornar um monge budista em um mosteiro na província vizinha de Lum Phun. Ainda de acordo com a reportagem da CNN, ele permaneceu sob os cuidados do monastério durante a maior parte da década seguinte, voltando apenas à sua cidade natal para ver sua avó.

Equipe de resgate caminham pelo complexo de cavernas Tham Luang durante missão para resgatar os meninos e o treinador de futebol (Foto: Reprodução/Twitter @elonmusk/via Reuters)


sexta-feira, 13 de julho de 2018

Barras de Acess Consciousness

Ao ter suas Barras corridas, começa a dissipar a carga elétrica de polaridade que está armazenada em seu cérebro. É como ativar o “vírus” da consciência do computador que começa a revelar onde se está funcionando em piloto automático ao invés da consciência. (Gary Douglas – criador do Barra de Access) barras access consciousness
Segue abaixo,  alguns registros do curso de atualização em Barras de Acess Consciousness, realizado recentemente em Londrina.


Minha Esposa, Eu e o Instrutor de Barras de Acess em Londrina Eduardo Sérgio





Ao meio a Instrutora de Barras de Regina Kurmann de Cascavel, que também ajudou a ministrar o curso

Existem 32 pontos na cabeça que, quando tocados suavemente, acessam nossos arquivos mentais e emocionais. Durante o procedimento ocorre espontaneamente a liberação de condicionamentos, aprisionamentos e polaridades que limitam nossas vidas de forma consciente ou inconsciente. 
O uso das Barras® nos proporciona mais leveza, alegria e glória.

Se tudo na vida for uma questão de escolhas? O que esta condicionando as nossas escolhas?
O que temos criados para nossa vida?
Como melhorar?

As barras são ferramentas que nos trás mais consciência e liberdade.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Meditação melhora foco e relacionamento no trabalho

Meditação para os negócios

Origem da Imagem : Presente da Saúde

 Há poucos dias, especialistas recomendaram que a meditação seja praticada no trabalho, durante o expediente.
 E parece que a prática não trará resultados apenas para o meditador, mas também para o próprio negócio.
 Um novo levantamento mostra que a meditação pode ser uma ferramenta de gestão capaz de melhorar a atenção, a motivação e a produtividade da equipe inteira.
 Uma cultura corporativa da meditação focada na atenção plena - comumente conhecida como meditação da mente alerta - melhora não apenas o foco, mas também o relacionamento interpessoal e a capacidade de gerir o estresse.


 Meditação e gestão 

terça-feira, 1 de maio de 2018

Diálogo sobre a Intuição

O que bloqueia a intuição?

 O que afeta a intuição? 

Como desenvolver a confiança na intuição?


 

terça-feira, 13 de março de 2018

Meditação agora virou matéria escolar

Reportagem publicada originalmente em: Pais&Filhos(*)

ATRAVÉS DA PRÁTICA SEU FILHO APRENDE A LIDAR COM AS EMOÇÕES
Origem da imagem: Meditação na sala de aula (**)


Inteligência emocional tem sido pauta quando o assunto é aprendizado. As escolas estão investindo pesado nas aulas que ajudam as crianças a lidarem com as emoções, e em alguns casos a meditação virou ferramenta para treinar esse autocontrole.

 Existem diferentes formas de praticar meditação, mas o estilo Mindfulness (atenção plena, em tradução livre) é a escolhida na hora de ensinar as crianças. Segundo Daniela Degani, mãe de Enzo, Analía, Caio e professora de meditação, esse jeito busca mesmo treinar a atenção do aluno. A ideia é que a criança esteja sempre conectada com o mundo ao seu redor e treine alcançar o equilíbrio emocional. Mindfulness é uma ferramenta de inteligência emocional. É uma forma de estar conectado com você, com os outros e com o meio.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Ministério da Saúde anuncia aromaterapia, florais e bioenergética entre 10 novos procedimentos no SUS

Fonte: G1

Ministério da Saúde anunciou, na manhã desta segunda-feira (12), a inclusão de dez novas Práticas Integrativas e Complementares (PICS) para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os tratamentos utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para curar e prevenir doenças, como depressão e hipertensão. Com as novas atividades, ao todo, o SUS passa a ofertar 29 procedimentos à população.

 Segundo o ministro Ricardo Barros há doze anos o ministério contemplava somente cinco práticas.

 "É prioridade não deixar que o país adoeça. Agora, o Brasil passa a contar com 29 práticas integrativas pelo SUS. Somos líderes na oferta dessa prática com 9350 estabelecimentos em 3173 municípios. Essas práticas são uma prevenção para que pessoas não fiquem doentes, não precisem de internação ou cirurgia, o que custa muito para o SUS. Vamos retomar nossas origens e dar valor à medicina tradicional milenar”, destacou Barros. 


 A informação foi divulgada durante a abertura do 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Saúde Pública (INTERCONGREPICS), realizada no Rio de Janeiro, no Riocentro.

 Confira cada uma das dez novas práticas: