Seguidores

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Meditação, arteterapia e Reiki passam integrar procedimentos do SUS

Novidade foi publicada no Diário Oficial da União. Musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e quiropraxia também foram incluídos. 

Por G1(*)

Meditação está entre práticas que passaram a fazer parte da tabela de procedimentos do SUS (Foto: CDC/Amanda Mills)

 Meditação, arteterapia e Reiki agora fazem parte dos procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 A novidade foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial da União. 

 A portaria do Ministério da Saúde também inclui musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e tratamento quiroprático. 

Todas essas práticas integrativas passam agora a fazer parte da Tabela de Procedimentos do SUS na categoria de "ações de promoção e prevenção em saúde". 

O SUS já oferecia algumas opções de práticas integrativas como práticas corporais em medicina tradicional chinesa, terapia comunitária, dança circular, ioga, oficina de massagem, auriculoterapia, massoterapia e tratamento termal. 

Esses procedimentos continuam disponíveis. 


 Entenda as novas práticas incluídas no SUS


 Arteterapia: uso da arte como parte do processo terapêutico
Meditação: prática de concentração mental com o objetivo de harmonizar o estado de saúde Musicoterapia: uso dos elementos da música - som, ritmo, melodia e harmonia - com propósito terapêutico 
Tratamento naturopático: uso de recursos naturais para recuperação da saúde 
Tratamento osteopático: terapia manual para problemas articulares e de tecidos 

Tratamento quiroprático: prática de diagnóstico e terapia manipulativa contra problemas do sistema neuro-músculo-esquelético 

Reiki: prática de imposição das mãos por meio de toque ou aproximação para estimular mecanismos naturais de recuperação da saúde.

(*) Programa BEM ESTAR

sábado, 31 de dezembro de 2016

O que o ano novo irá nos trazer?


Que possamos compreender cada vez mais, que ser cocriador de nossa experiência humana, é um direito nosso, e tudo que acontece fora de nós, é um reflexo daquilo que vibra dentro, mudando dentro, mudamos fora.

Que 2017 seja um ano de muita transformação, prosperiedade e cocriação consciente!

Que possamos ser as mudanças que queremos ver no mundo!

Grandioso 2017 a todos!

sábado, 24 de dezembro de 2016

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo


A todos que acompanham essa página, gostaria de desejar um feliz natal e um próspero ano novo. Que nesses momentos de fim de ano, possamos refletir sobre tudo que fizemos e deixamos de fazer em 2016 e que em 2017, sejamos todos, a mudança que queremos ver no mundo.

Abraço a todos!

Barra de Acess Consciousness


 No dia 18 de dezembro estive em Maringá- PR em mais uma etapa, no meu trabalho de formação na área de terapias holísticas, onde fiz o curso de Barra de Acess Consciousness, com a facilitadora  Sonia Charneski de Curitiba - PR.





 Barra de Acess Consciousness é um processo  terapêutico  desenvolvido pelo  psicoterapeuta  americano, Gary Douglas.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

ANGÉLICA: DEPOIS DAQUELE ACIDENTE

Por : POR MILLY LACOMBE (*)

O pânico passou a visitar a apresentadora depois que ela sobreviveu à queda de um avião. Em franco desequilíbrio, ela foi buscar na meditação a saída para o turbilhão



Que tipo de ajuda você buscou?

 Voltei a fazer minha análise. Comecei a fazer muito pequena, sempre fui uma pessoa muito pé no chão, depois dos filhos fiquei mais ainda, então não fazia sentido pra mim aquela sensação. Pouco depois do episódio de Nova York a gente viajou para esquiar e eu estava num museu com as crianças e tive de novo uma crise que não me deixava respirar.

Eu pensei: "Tá errado isso". Não consegui esquiar, fiquei dez dias dentro da casa. Aí comecei a receber uns sinais: um amigo me deu um DVD de meditação – se chama Connection, é sobre meditação transcendental [a técnica criada pelo guru indiano Maharishi Mahesh em 1958], outro falou que fazia meditação...

 Eu só fui acreditar na tal da meditação quando vi em um documentário alguns médicos falando que resolvia mesmo.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Comunicação Celular



Você já reparou, que tem pessoas, que você gosta simplesmente de sua companhia, independente de estar conversando ou não?

 Você já reparou que tem pessoas que sempre lhe transmite algo a mais, independentemente do conteúdo da conversa ? 

 Já ouvi pessoas falando:


sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Fumar um maço por dia causa 150 mutações por ano em células do pulmão

Não apenas órgãos diretamente atingidos por fumaça são afetados. Marcas do tabagismo podem ser detectadas até 30 anos depois. 


 Cientistas do Instituto Britânico Wellcome Trust Sanger e do Laboratório Los Alamos, nos Estados Unidos, analisaram cinco mil tumores, comparando o câncer de fumantes com o de não fumantes. 

A análise ofereceu informações relevantes a partir dos traços genéticos encontrados nos tumores dos pacientes fumantes. 

 O estudo, publicado pela revista Science, verificou que o dano genético poderia ser causado por diferentes mecanismos. Os pesquisadores descobriram que determinadas "impressões digitais” moleculares, também conhecidas como "assinaturas”, eram predominantes no DNA dos fumantes.

 "Os resultados são uma mistura do esperado e inesperado, e revelam uma imagem de efeitos diretos e indiretos", diz o coautor Dave Phillips, professor de Carcinogênese no King's College, em Londres. 

Segundo a análise dos pesquisadores, as células que entram em contato direto com a fumaça inalada foram as mais prejudicadas pelas substâncias cancerígenas que diretamente causam a alteração no DNA da célula.

Isso se verificou não apenas nos pulmões, mas também na cavidade oral, faringe e esôfago. 

As marcas genéticas observadas nesses órgãos não estavam presentes em tumores de outras partes do corpo, como o estômago ou o ovário, no caso das mulheres.

 Contudo, outros órgãos foram afetados. "Outras células do corpo sofreram apenas danos indiretos. O tabagismo parece afetar mecanismos-chave nessas células, que por sua vez alteram o DNA”, diz Phillips.

 O estudo também revelou que há pelo menos cinco processos diferentes de danos ao DNA devido ao tabagismo. 

O mais verificado foi um processo que pareceu acelerar o relógio celular, envelhecendo e alterando de forma prematura o material genético.

 

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

NARCISOS E PERVERSOS

Publicado em UOL

Todos conhecem gente com alguns dos traços que caracterizam um narcisista perverso – para não dizer nós mesmos. Estão alinhados com a sociedade do “eu”, que é calcada na ambição, conquista, autoconfiança, autopromoção e autoestima. E na qual temos, literalmente sempre à mão, uma ferramenta para registrar e mostrar à plateia nossos feitos, que serão curtidos, comentados, compartilhados.

 Tudo isso engloba o narcisismo, mas não necessariamente a doença: ela só existe quando cinco ou mais das características descritas no DSM-5 (sigla em inglês para Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) se manifestam de forma consistente a partir da idade adulta. Sendo assim, aquele chefe que tanto se acha pode ser só um babaca. Ou, de fato, um narcisista perverso, caso manipule pessoas e situações a seu favor, acredite ser essencial para a existência da empresa (ou do mercado) e humilhe quem está a sua volta para garantir destaque. 

Segundo o manual, a incidência do problema pode ser maior entre os homens.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

OUÇA O SILÊNCIO

Lutar contra o vício em barulho revela o que realmente importa para viver bem


Em uma sociedade na qual fazer barulho, seja online ou offline, virou sinônimo de sucesso, o silêncio parece ter virado um luxo, disponível apenas para quem puder comprá-lo em condomínios exclusivos ou lounges de companhias aéreas. 

Mas o bem-estar ao alcance pelo poder aquisitivo é, se tanto, uma amostra do que essa busca pode oferecer. Para ter o pacote completo, a resposta está aí dentro, no seu silêncio, que é ainda mais exclusivo: só você pode descobri-lo e usufruir dele.

 É fácil se corromper com os desafios pelo caminho.

 Na era dos textões de Facebook e da avalanche de snaps, o silêncio e a reflexão acabam jogados para escanteio. Como estamos imersos na confusão, parece que precisamos participar de tudo e falar cada vez mais alto. 

Só que vale a pena se calar um pouco, inclusive para aprender que o silêncio não é senha para submissão. "Pelo contrário”, afirma Marcelo Dermazo, professor de Medicina Preventiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

 “Viver no piloto automático, simplesmente reagindo às situações, não satisfaz mais. As pessoas querem entender quem são e, no silêncio, encontram tempo para observar e refletir", completa. 

Ele também afirma que essa busca não se trata de uma fuga da vida moderna, mas sim entender que se expressar apenas para não ficar fora do jogo pode ser puro desperdício de energia.

Veja a matéria completa no link abaixo:

OUÇA O SILÊNCIO


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Meditação ganha, enfim, aval científico

Por Tiago Cordeiro/VEJA

Estudos sérios estão afastando as dúvidas que costumavam pairar sobre a prática e mostram que ela é extremamente eficaz no tratamento do stress e da insônia, pode diminuir o risco de sofrer ataque cardíaco e até melhorar a reação do organismo aos tratamentos contra o câncer.

 A receita para lidar com dezenas de problemas de saúde é fechar os olhos, parar de pensar em si e se concentrar exclusivamente no presente. A ciência está descobrindo que os benefícios da meditação são muitos, e vão além do simples relaxamento.