Seguidores

domingo, 1 de dezembro de 2013

Toda a autoridade tem que terminar.

 
O que vamos fazer é aprender sobre nós mesmos - não segundo o orador ou Freud, ou Jung ou algum psicanalista ou filósofo – mas aprender na verdade o que nós somos. 
Se aprendermos sobre nós mesmos segundo Freud, aprendemos sobre Freud, não sobre nós mesmos. Para aprender mais sobre si próprio, toda autoridade tem que terminar - toda a autoridade – quer seja a autoridade da igreja ou do sacerdote local, ou do psicanalista famoso, ou dos maiores filósofos com suas fórmulas intelectuais, etc. 
Portanto, a primeira coisa que se deve perceber quando nos tornamos sérios, exigindo uma revolução total dentro da estrutura de nossa própria psique, é que não existe autoridade de nenhum tipo. 

Isso é muito difícil, pois existe não só a autoridade externa, que se pode facilmente rejeitar, mas existe também a autoridade interna: a autoridade interna da nossa própria experiência, do nosso próprio conhecimento acumulado, das opiniões, ideias, ideais que guiam a nossa vida e segundo as quais tentamos viver. 

 J.Krishnamurti.