Seguidores

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Estudo de 37 anos mostra que problemas sentimentais podem levar à demência


Via; Jornal Ciência

Problemas comuns como divórcio, viuvez ou perda de emprego pode aumentar o risco de demência.

 O estudo é da Suécia e sugere que passar por problemas sentimentais depois da meia-idade aumenta em 21% o risco em desenvolver Alzheimer e 15% em desenvolver algum tipo de demência. 

 “Mais estudos são necessários para confirmar estes resultados e investigar se mais intervenções, tais como gestão do estresse e terapia comportamental, devem ser iniciadas em indivíduos que sofrerem de pressões psicossociais”, disse um dos pesquisadores da Universidade de Gotemburgo em entrevista à revista BMJ Abrir. 

 Ao total, 800 mulheres suecas foram submetidas a testes entre os anos de 1968 a 2005. 

Registros médicos e outras informações psiquiátricas foram usados para determinar o risco que uma pessoa tem em desenvolver demência ao longo de 37 anos.


 Durante o estudo, 153 pessoas, o equivalente a 20% dos pacientes, desenvolveram demência, dos quais 104 desenvolveram Alzheimer.

Estresse psicológico tem sido associado com o aumento da produção de fatores inflamatórios no cérebro e, com uma freqüência aumentada, doenças cardiovasculares.

Nota do Blog:

Não  carregue,  por muito tempo, um problema de qualquer ordem, porque toda forma de conflito, repercute, mais cedo ou mais tarde, no corpo físico, em forma de enfermidade.
Existem excelentes terapias, como acupuntura emocional sem agulhas e/ou outras, que auxiliam a virar a página e a ativar o poder de auto cura do corpo.