Seguidores

sábado, 22 de outubro de 2011

O Flagelo das drogas

Quero dar, como introdução a esta parte esotérica, dois pontos que são básicos e fundamentais para abrirmos brecha através do planeta, já que são os dois pontos que na realidade hoje têm um papel de muita importância e que nem a ciência, nem os governos, nem ninguém tem podido encontrar uma fórmula apropriada para acabar com este flagelo que está consumindo a maior parte da humanidade, especialmente a juventude: E O FLAGELO DA DROGA. Vocês sabem que a droga esta espalhada por todos o planeta e muito mais entre a juventude. Ela tem caído por ignorância ou buscando algo superior dentro das drogas e na realidade a droga é algo nocivo não somente ao corpo físico ou tridimensional mas também à parte espiritual e vou permitir-me dar-lhes uma pequena explicação do que tenho logrado investigar fora da parte tridimensional e conhecer todos os estragos que a droga está fazendo. Sabemos muito bem que um jovem começa a ingerir a droga e em pouco tempo está transformado num velhos decrépito, porque a droga afeta a parte sexual. A pessoa chega à impotência sexual prematuramente. Porquê? Inalando-se a droga pelo nariz, a respiração está conectada diretamente com a parte sexual, com a energia, e é lógico que vai acabando com a parte sexual e ao acabar com a energia acaba com a vida rapidamente. Se dermos uma olhada no Corpo Vital ou Corpo Etérico, na Quarta Coordenada, este corpo em uma pessoa normal é visto resplandecente, brilhante. Ao invés disto, em um toxicômano, vai-se apagando, vai-se desintegrando essa parte vital, ela vai perdendo seu brilho até ficar um cadáver. O Corpo Vital, como sabemos, é o que vitaliza, ou que dá vida e recupera o corpo físico nos momentos em que o corpo descansa ou dorme. Se perdemos a parte vital, é lógico que estamos a beira do cemitério. Se passamos à Quinta Dimensão, vemos o Corpo Astral do toxicômano andando como um idiota, como um louco desenfreado, fazendo e desfazendo e se olharmos dentro desse Corpo Astral, aquilo que chamamos Ego—os demônios que levamos dentro de nós—, estão em um grande festim. Porquê? Porque através das drogas a pessoa está alimentando aqueles elementos psíquicos que nós desejamos destruir; já que estas drogas são alimento para eles. Se passamos ao Corpo Mental e examinamos o cérebro de um toxicômano, vê-se os tecidos do cérebro do Corpo Mental totalmente destruído; vão se abrindo gretas e os tecidos apodrecendo, destruindo-se a si mesmo e o resultado é a repercussão na parte física, na qual a pessoa se desequilibra e comete barbaridades por causa do desequilíbrio mental, devido ao rompimento do Corpo Mental. E é algo mais grave ainda passando ao Mundo Causal, vemos que a Essência chega a sofrer as conseqüências das drogas porque ela anda muito adormecida, anda como um bêbado que já está a cair no chão. Assim se vê a Essência de um toxicômano. De modo que observem não somente os danos tridimensional, mas também internamente, os estragos que faz a droga sobre a pessoa que se dedica a seu consumo. Isto é grave. Há muitas pessoas no Movimento Gnóstico que passaram por esta experiência das drogas. Estas pessoas demorarão muito mais tempo para despertar a consciência, até que por meio da mesma energia irão curando pouco a pouco, todas estas atrocidades que as drogas fazem dentro delas mesmas; são destroços nos Corpos Internos. De modo, pois, que estas pessoas vão demorar um pouco mais, porém vemos como se recuperam. No trabalho
com os Três Fatores vai recuperando-se o corpo físico, vai recuperando-se o corpo vital e assim sucessivamente; à medida que a pessoa vai trabalhando, vão recuperando-se os diferentes corpos e assim poderá chegar a ser uma pessoa normal e capacitada para trabalhar e libertar-se. De maneira pois, que isto é algo que deveria publicar-se nos jornais e em todos os lugares e nos outros meios de difusão, para o bem da humanidade e especialmente da juventude, que é o povo de amanhã. A nossa esperança é a juventude e não devemos deixá-la sucumbir por nossa inatividade, mas devemos nos lançar a um campo de batalha para levar esta mensagem aos colégios, a todas as partes; reunir os jovens, entregar-lhes o corpo de doutrina e ademais fazer-lhes esta advertência sobre as drogas, para onde os leva e as conseqüências que tem. Este é um aspecto importantíssimo que devemos ter como base fundamental dentro do Movimento Gnóstico para abrir campanha definitivamente e conseguirmos encaminhar os jovens pelo caminho espiritual. Isto que acabo de dizer-lhes posso afirmá-lo e me responsabilizo pelo que estou dizendo. Estou falando do que conheço, do que consegui vivenciar e posso dar fé ante Deus e ante os homens. Esta mensagem, devem reproduzi-la, levá-la a todas as partes, reproduzir nos jornais, porque na realidade isto é algo que queremos fazer pela humanidade e pela juventude, que é o que nos interessa nestes momentos posto que são o povo de amanhã, é o exemplo de amanhã, dos que nos seguem porque já nós (os velhos) estamos nos últimos impulsos, quase parando, e devemos deixar preparada a juventude para que ela siga adiante. Tomara que com esta mensagem se inicie imediatamente à publicidade, por meio de um artigo no jornal ou emissoras de rádio, porque queremos que de uma vez entremos em ação; não deixemos para amanhã, pois poderá ser tarde. Ou seja, imediatamente começar à divulgação deste artigo que é de suma importância. A um toxicômano nunca podemos fechar-lhe as portas. Há que abrir-lhes as portas, chamá-los, e dar-lhes instrução, orientação, para que eles possam abandonar a droga e entrem neste Conhecimento de regeneração. Poderia nos esclarecer mais sobre o que o senhor falou sobre as drogas, já que é nosso propósito trabalhar nesse sentido? Que orientações práticas podemos dar a uma pessoa que chegou aos cursos com o vício já enraizado e não podemos afastá-la? Há alguma forma, esotérica ou através de alguma medicina natural, alguma planta, alguma prática especial,que possamos aconselhar a essa pessoa para ajudá-la? Veja, no Movimento Gnóstico entraram muitos toxicômanos, muitas vezes até loucos. E com o trabalho dos três Fatores têm-se regenerado e transformam-se verdadeiramente em pessoas normais, úteis a sociedade. O que acontece é que um toxicômano deve mudar-se da cidade onde mora para afastar-se desse círculo, porque eles associam-se em grupos para drogarem-se e assim por diante. É preciso tirá-lo desse lugar para outra cidade onde não tenha essa classe de associação, não tenha esse contato, pois eles, ao verem-se sós abandonam mais facilmente o vício. O que eles não devem é continuar dentro de sua própria cidade, mas sim abandoná-la, sendo que por onde quer que andem , na mesma cidade, encontram companheiros que lhes oferecem as drogas, os provocam e assim voltam a cair outra vez no vício. Porém se nós os afastamos do lugar, que vão a morar em outro, eles colaboram muito bem porque todos querem deixar as drogas; o que acontece é que não encontram como fazê-lo. Então lhes aconselhamos, por exemplo, que mudem primeiramente do lugar onde moram e assim eles podem afastar-se desses companheiros e abandonar as drogas, porque assim temos feito e tem dado ótimos resultados. Não há outra fórmula especial, somente os Três Fatores. Se lhes ensinar-mos a trabalhar com a Morte, há mudança neles e se arrependem e deixam estes vícios. Fonte: http://www.gnoses.net/ (Mensagem de Natal—1988 –1989— VM Rabolu)